RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Mesmo sem festas, Paraíba pode ter aumento de casos se população relaxar nos cuidados durante o Carnaval, alerta Secretário de Saúde

 Após a queda no número de internações por Covid-19, o gestor alerta para manutenção dos cuidados no carnaval

Mesmo sem festa de rua e com os casos diários e novos, de internações e óbitos por Covid-19 terem apresentado declínio nos últimos 15 dias, o Secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros alerta para que os cuidados sejam mantidos e redobrados no período de Carnaval. 

Segundo ele, a proteção pessoal contra a covid-19 deve ser medida tomada por todos para que sejam mantidos os números de redução nos casos, especialmente no período carnavalesco, quando as consequências de um relaxamento nas medidas preventivas contra o vírus trazem resultados de aumento nos casos. 

Em circulação na Paraíba, a variante ômicron, que tem alto poder de contaminação fez o estado registrar no dia 8 de fevereiro o maior número de internações por Covid-19 na Paraíba, com 459 leitos ocupados.

Apesar do declínio, o secretário alerta que os números da pandemia continuam elevados. “Observamos uma média de dois a três mil casos novos diários, além de 10 a 15 óbitos por dia. Então não podemos relaxar nesse momento de carnaval, porque teremos aquele cenário que todos conhecem, 15 dias depois começa a aumentar novamente o número de pessoas contaminadas”, destacou.

Ele pontua que é essencial que as pessoas mantenham o distanciamento físico e o uso de máscara, mesmo em ambientes abertos, além da higiene pessoal para que daqui a 15 ou 20 dias não haja novamente um incremento de casos. 

O secretário chama a população que não vacinou ou está com esquema incompleto a atualizar a carteira de vacinação. “Somente com o esquema vacinal completo a pessoa estará protegida. Nós observamos isso nos nossos leitos de UTI. As pessoas que estão lá evoluindo com casos graves são aquelas que não completaram o seu ciclo vacinal. Isto é, principalmente os idosos que não receberam a dose de reforço”, disse.  

Até esta quarta-feira (23), 3.334.101 pessoas foram vacinadas com a primeira dose (82,14% do total) e 3.089.537 completaram os esquemas vacinais, o que representa 76,12% da população total do estado. Foi registrado no Sistema de Informação SI-PNI, a aplicação de 7.792.074 doses.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.