RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Aplicativo que auxilia dentistas da Atenção Primária da Paraíba é uma das 10 melhores iniciativas do país

 O aplicativo paraibano visa contribuir no atendimento a pacientes com suspeita de câncer bucal.

O aplicativo  “Teleinterconsulta em Estomatologia na PB: diagnóstico e acompanhamento de lesões bucais”, que auxilia dentistas da Atenção Primária à Saúde (APS) da Paraíba, está entre os 10 melhores do país. O reconhecimento aconteceu na primeira etapa do Prêmio “APS Forte do SUS – integralidade do cuidado”, do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana (OPAS/OMS), que reconhece experiências inovadoras desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde. O aplicativo paraibano visa contribuir no atendimento a pacientes com suspeita de câncer bucal. 

A classificação do aplicativo foi dentro da categoria: “Organização da Rede de Atenção à Saúde Bucal”. Além do aplicativo da Saúde Bucal, a Paraíba foi destaque também com a “Promoção e Prevenção em Saúde Bucal para crianças com Transtorno de Espectro Autista – TEA”.

Elaborado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Programa de Pós-Graduação em Odontologia, da UFPB, o aplicativo configurou entre mais de 1.600 trabalhos inscritos de todo país. A 2ª etapa do prêmio será a seleção das experiências semifinalistas, por consenso da comissão organizadora composta por consultores do Ministério da Saúde, do Conass, do Conasems e da Opas, além de especialistas convidados. 

A divulgação está prevista para o dia 7 de março, nos sites da APS e APS Redes-Portal da Inovação.

Um dos elaboradores do aplicativo, o professor Paulo Bonan, da UFPB, informou que, em menos de um ano de funcionamento do aplicativo, já são 138 dentistas cadastrados; 105 teleinterconsultas realizadas, por meio de 12 consultores e 137 comunicações, entre consultores e cirurgiões dentistas, e já foram diagnosticados sete casos de câncer. 

“É uma ferramenta muito útil, que ajuda os profissionais a tirarem dúvidas a respeito de casos clínicos, de encaminhamento, procedimentos e podem tirar dúvidas quanto a diagnósticos de câncer que, normalmente, duram um longo tempo. Com o app, conseguimos em menos de um mês, com biópsia feita e encaminhamento dos casos para dar celeridade aos processos”, declarou o professor.

Segundo o coordenador estadual de Saúde Bucal da SES, Marcílio Araújo, o câncer de boca, em especial nos homens, já está entre os cinco de maior incidência no Brasil e na Paraíba não é diferente. “O aplicativo é uma ferramenta muito importante na detecção precoce dessas lesões, sendo de fácil utilização pelos profissionais e sem nenhum custo. A classificação do prêmio confirma a relevância deste dispositivo. Estarmos entre os 10 melhores trabalhos na categoria Organização dos Serviços de Saúde Bucal no SUS, já nos deixa bastante honrados”, falou.

O “Teleinterconsulta em Estomatologia na PB: diagnóstico e acompanhamento de lesões bucais” está disponível para todos os 1.380 dentistas das equipes de Saúde Bucal da Paraíba e para cerca de 650 dentistas dos 98 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) da Paraíba. Para acessar, basta fazer o dowloand do aplicativo Teleinterconsulta em Estomatologia na Paraíba no Google Play Store.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.