RÁDIO INFORMATIVO EM FOCO

Suspeitos são mortos em confronto com a polícia após assalto em Guaíba

 Pelo menos dois homens foram mortos na Região das Ilhas, em Porto Alegre. Outros dois foram presos no fim da manhã desta quarta-feira (29) e mais dois seguem sendo procurados.

Dois suspeitos de participarem de um assalto em Guaíba, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foram mortos após confronto com a polícia, na tarde desta quarta-feira (29), na Região das Ilhas, na Capital. Outros dois homens envolvidos no assalto já haviam sido presos no fim da manhã.

Segundo a Brigada Militar, os homens foram mortos depois de um intenso tiroteio em uma área de mata. O cerco policial no local segue e mais dois indivíduos estão sendo procurados.

"Entraram na área de mata [na Ilha do Pavão] e nessa área foi feito um cerco, de modo que as pessoas do entorno não entrassem. Tiveram um primeiro confronto no início da tarde, resultou com um delinquente morto. Depois, em um segundo tiroteio, mais um criminoso foi morto", destaca o coronel Cláudio dos Santos Feoli, subcomandante-geral da Brigada Militar.

"Antes disso tínhamos indicativo da violência dessa quadrilha quando efetuaram disparos contra a aeronave da Brigada Militar. Poucas vezes vimos isso, mostra a audácia deles, em enfrentar o estado dessa forma. Não foi diferente no momento do confronto inicial".

O assalto

Segundo a polícia, inicialmente seis homens assaltaram um carro-forte no bairro Jardim dos Lagos em Guaíba. Não é descartada a participação de outras pessoas no assalto.

"Dentro do supermercado Nacional, nós vislumbramos uma abordagem de indivíduos que estavam uniformizados, em um carro clonado, logotipado da Polícia Civil. Nesse primeiro momento eles [criminosos] informaram que eles [vigilantes do carro forte] deveriam retornar pra base, porque estavam com um dos vigilantes recolhidos, sob sequestro na sua casa, e efetivamente um deles não foi trabalhar hoje. Em primeiro momento se verificou que trata de uma questão de saúde. Vigilante foi até motorista e informou que deveria retornar a base, ele abriu o carro forte e a partir daí foi anunciado o roubo", relata o coronel Feoli.

Após o assalto, o grupo fugiu e jogou "miguelitos", que são pregos retorcidos, sobre a pista na BR-290, entre Eldorado do Sul e a Capital. Houve congestionamento no local. Na fuga, os homens precisaram trocar de carro. "Mais adiante eles trocaram de carros, já ocupando uma van e uma Duster branca", conta o coronel.

Durante a fuga, a van teria sofrido uma pane, momento em que o grupo precisou se reunir no outro veículo. "Passaram mais perto das ilhas, pegaram uma pessoa, em uma caminhonete, como refém, e seguiram em direção as ilhas. Lá liberaram essa pessoa, parte deles saiu em uma embarcação e outra parte seguiu por terra. O cerco foi feito lá".

Caixas com R$ 3 milhões foram apreendidas pela polícia — Foto: Divulgação / Brigada Militar

A polícia então conseguiu prender dois homens e encontrar dentro da van cerca de R$ 3 milhões em dinheiro, que estava em caixas de reposição utilizadas em caixas eletrônicos. Também foram apreendidos coletes, capacetes, fardamento, munições de uso restrito e as armas que haviam sido roubadas dos vigilantes do carro forte.

A equipe de perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP) recolheu objetos e coletou material genético nos veículos usados pelo grupo. No local onde os veículos foram abandonados também foi realizada coleta de impressões digitais e o levantamento fotográfico da cena.

Os suspeitos tem passagem pela polícia e já foram presos em outras ocasiões.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.