Na Paraíba, ministro da Educação diz que livros didáticos devem respeitar inocência das crianças e condena questões de gênero: "é uma covardia colocar isso para criança"

 Milton Ribeiro reforçou a defesa do ensino público sem direcionamento para questões de gênero e sexualidade na infância.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante agenda na cidade de Patos, nesta sexta-feira (3), disse que não é contra o debate em torno da questão de gênero e sexualidade, mas pontuou que existe o tempo certo para cada fase da vida, destacando ser contra a discussão em livros destinados para crianças na rede pública de ensino. 

"Não tenho pretensão política. Quando Bolsonaro me convidou, ele me pediu duas coisas, cuide da criança e do estudante profissionalizante. Eu respeito todas as orientações, tenho amigos homossexuais. Tenho amizades com pessoas com orientação diferente, cada um sabe o caminho que deve andar, agora eu acho uma covardia você colocar isso para criança de 6 a 10 anos no ensino público", disse. 

Como acompanhou o ClickPB, ele ainda considerou como sendo uma violência, tratar desses temas com os pequenos. "Não podemos violentar a inocência das nossas crianças. O que depender de mim os nossos livros didáticos não terão incentivo a isso tipo de coisa", analisou. 

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.