Explosão em mesquita deixa mortos e feridos no leste do Afeganistão

 Rede de televisão Al Jazeera e agência France Presse afirmam que 3 pessoas morreram e 15 ficaram feridas e que foi um atentado a bomba.

Uma explosão em uma mesquita deixou feridos na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante as orações desta sexta-feira (12). Uma autoridade do Talibã confirmou a explosão à agência de notícias Reuters e que há vítimas, sem dar mais detalhes.

A Reuters fala em ao menos 12 feridos, incluindo o mulá local. A rede de televisão Al Jazeera e a agência France Presse apontam 15 feridos, segundo um médico do hospital local, e afirmam que foi um atentado a bomba.

Qari Hanif, porta-voz do governo da província de Nangarhar, disse à agência Associated Press que a bomba parecia ter sido plantada na mesquita.

A explosão ocorreu no distrito de Spin Ghar, na província de Nangarhar, que fica próxima a Cabul e é o principal bastião do Estado Islâmico-Khorasan (EI-K), braço afegão do grupo terrorista que é rival do Talibã.

Outros ataques

Ninguém assumiu a autoria da explosão, mas o país tem sofrido com uma série de atentados mortais desde o retorno do Talibã ao poder, em agosto — e os ataques têm sido reivindicados pelo EI-K.

Em 8 de outubro, mais de 100 pessoas morreram ou ficaram feridas em uma explosão em uma mesquita xiita na cidade de Kunduz, no nordeste do Afeganistão.

Em 15 de outubro, uma explosão em uma mesquita xiita em Kandahar, a segunda maior cidade do país, deixou mais de 30 mortos e 60 feridos.

Em 2 de novembro, um ataque ao maior hospital militar do Afeganistão deixou ao menos 19 mortos e 50 feridos no centro de Cabul, perto da antiga zona diplomática da capital afegã.

O comandante militar do Talibã em Cabul, Hamdullah Mokhlis, morreu no ataque. Mokhlis era membro da rede radical Haqqani e das forças especiais do grupo extremista.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.