Estabilização da barreira do Cabo Branco terá cimento do mesmo tipo de construções romanas: "é algo espetacular", antecipou Cícero Lucena

 O prefeito Cícero Lucena se reuniu com o professor Angel Paloma, do Instituto de Ciências de lá Construcción Eduardo Torroja para conversar sobre materiais e técnicas a serem utilizadas na estabilização da barreira do Cabo Branco.

A estabilização da barreira do Cabo Branco terá cimento do mesmo tipo de construções romanas que datam de dois mil anos. A confirmação foi feira pelo prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, em reunião nesta quarta-feira (18), com o professor Angel Paloma, do Instituto de Ciências de lá Construcción Eduardo Torroja. 

Em vista ao professor e especialista, na casa dele em Madri, o prefeito tratou da obra e dos materiais e técnicas a serem utilizadas na estabilização da barreira do Cabo Branco. 

"O professor Angel e a professora Ana Maria se colocaram totalmente à disposição. Eles conhecem os professores da Universidade Federal da Paraíba e se disseram alegres em poder compartilhar seu conhecimento conosco", destacou o prefeito. Mais cedo, Cícero esteve no próprio Instituto, mas o professor Ângelo não pode participar por estar se recuperando de um pequeno acidente. 

O material em questão é um cimento híbrido, do mesmo tipo do que foi utilizado em construções romanas que datam de dois mil anos. "É algo espetacular e que vai dar certo. Vamos importar este cimento e, após elaborar o projeto e fazer as devidas análises técnicas, vamos poder agir", explicou o gestor. 

Cícero tem participado de uma série de eventos e reuniões na Europa, representando os interesses da cidade. Ele já esteve em Glasgow, na Escócia - onde participou da Conferência das Nações Unidas sobre as  Mudanças Climáticas (COP-26) - e em Barcelona, onde participou do Smart City Expo World Congress, principal evento mundial sobre iniciativas inteligentes para o desenvolvimento urbano.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.