Bruno Cunha Lima diz que ida de Eva Gouveia para governo de João Azevêdo é 'inconveniente'

 Prefeito de Campina Grande disse que atitude de aliada é lícita, porém a conveniência está sob análise.

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), classificou a decisão da vereadora Eva Gouveia (PSD) de aceitar fazer parte do governo de João Azevêdo (Cidadania) como "inconveniente", apesar de ainda considerá-la aliada. A parlamentar foi nomeada nesta sexta-feira (5) para o cargo de secretária-executiva de Articulação Politica do Governo do Estado.

"Obviamente que dentro da política é lícito, assim como na vida, você fazer as suas escolhas. Precisa ser analisada, além da licitude, a conveniência, se é conveniente ou não. A minha opinião é que não seria conveniente", disse Bruno ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM.

Já o ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD), outro aliado da vereadora, afirmou que não foi consultado anteriormente, mas desejou boa sorte à correlegionária e ressaltou que é preciso aguardar as consequências políticas dessa decisão.

"Eu desejo boa sorte a ela, que Deus a abençoe e que espero que ela tenha tomado a decisão correta. Mas, foi uma decisão muito pessoal dela. Eu não fui consultado, eu fui informado e agora é aguardar para ver as consequências disso", pontuou.

Eva Gouveia, por sua vez, declarou que tem como missão a pacificação e a união partidária entre PSD e Cidadania. "Eu estou para pacificar e unir. Eu sou união, eu sou paz. Comuniquei a decisão ontem ao prefeito Bruno, Romero e ao presidente do meu partido, Gilberto Kassab", afirmou.

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.