Cícero Lucena pretende retomar projetos de engorda da orla de Cabo Branco e Manaíra para reter erosão da falésia

 "A solução pra ali não é uma solução de um prefeito, mas de uma sociedade. Aquilo é o patrimônio da Paraíba", destacou Cícero.

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, revelou em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, que pretende retomar os estudos para possibilitar a engorda das faixas de areia das praias de Cabo Branco e Manaíra. Como acompanhou o ClickPB nesta quinta-feira (07). Ele recordou que durante seu primeiro mandato como prefeito da capital paraibana, há 17 anos, já realizou estudos sobre a viabilidade desse engordamento da faixa de areia.

"A solução pra ali não é uma solução de um prefeito, mas de uma sociedade. Aquilo é o patrimônio da Paraíba. É o ponto mais oriental das Américas que está sendo afetado", destacou Cícero.

Este projeto seria executado como solução para o problema de erosão da Falésia do Cabo Branco. Cícero Lucena adiantou que os estudos e o planejamento devem demorar cerca de um ano. Já a execução seria mais rápida. Cícero estima que seriam necessárias obras em cerca de cinco ou seis quilômetros de faixa de areia. "Se você fizer do girador do Gulliver até o Seixas, dá três quilômetros. Como dá também do Hotel Tambaú ao MAG, dois quilômetros", analisou.

O prefeito de João Pessoa considera ainda que o projeto é totalmente viável, dando o exemplo ainda de várias cidades que executam obras parecidas, como em Balneário Camboriú e Fortaleza. "Espero que tenhamos a oportunidade de debater isso de forma técnica, de forma responsável", antecipou.

Ainda durante a entrevista, Cícero revelou que o Ministério Público emitiu uma recomendação para que a prefeitura não dê continuidade ao projeto que está sendo executado. Ele disse que o Ministério Público quer um projeto mais atualizado para a proteção da falésia.

"Aquela obra vamos ter que fazer emergencial", antecipou o prefeito. Ele ainda detalhou que o trabalho a partir de agora será o de "ir atrás de dinheiro. E esse tipo de obra é a mais barata".

Por ClickPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.