Governador lança censo para pessoas com deficiência e garante fortalecimento de políticas públicas

 O censo é destinado a pessoas com deficiências auditiva, física, visual, intelectual e com transtorno do espectro autista.

O governador João Azevêdo lançou, nesta segunda-feira (20), no programa semanal Conversa com o Governador, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara, o Cadastro Estadual da Pessoa com Deficiência (Censo PcD), para coletar e atualizar informações, e subsidiar a implantação de políticas públicas voltadas para esse segmento da população. O censo é destinado a pessoas com deficiências auditiva, física, visual, intelectual e com transtorno do espectro autista.

Para realizar o cadastro, basta acessar a página paraiba.pb.gov.br/censo-pessoa-com-deficiencia-pb e preencher o questionário que contém informações sobre dados pessoais, acessibilidade e condições de vida, devendo ser respondido apenas uma vez. Em caso de crianças, os pais ou responsáveis devem responder por elas. Já quem tiver dificuldades para acessar o conteúdo também poderá solicitar ajuda a outra pessoa para efetuar o cadastro. Todos os dados serão protegidos e mantidos sob sigilo, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei 13.709/2018).

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a iniciativa tem a finalidade de dar respostas à sociedade com a criação e fortalecimento de ações voltadas para o segmento. “Para que a gente implante políticas públicas adequadas é preciso conhecer o público a que elas se destinam, garantindo a maior eficiência possível das nossas ações. Nós temos um governo inclusivo, que pensa em todos os segmentos e vamos conhecer melhor cerca de 10% da população que tem algum tipo de deficiência, de acordo com dados do IBGE, permitindo também que tenhamos uma relação muito mais direta com essas pessoas”, frisou.

O secretário de estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Tibério Limeira, afirmou que o censo irá facilitar e aprimorar o trabalho de direcionamento das políticas públicas para as pessoas com deficiência.  “Como o censo de 2020 não aconteceu e os dados estão desatualizados, nós estamos convidando as pessoas com deficiência, a partir de suas entidades representativas ou não, para que possam nos ajudar a identificar onde elas estão e suas situações sociais para nos subsidiar e monitorar os indicadores necessários para a evolução da política da pessoa com deficiência no estado”, explicou.

A presidente da Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Funad), Simone Jordão, destacou a importância do cadastro para o acesso das pessoas aos serviços de saúde, educação e mercado de trabalho. “...A Funad irá apresentar essas informações à sociedade e vamos fazer um trabalho muito importante de mobilização com vários setores e também com os municípios”, falou.

Passo a passo: Após acessar o endereço eletrônico paraiba.pb.gov.br/censo-pessoa-com-deficiencia-pb, deve-se clicar em iniciar cadastro e, em seguida, ler o termo de consentimento e concordar para iniciar o cadastro. Após essa etapa, será iniciado o questionário e ao final das respostas, basta clicar em enviar.

Por 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.