Fluminense joga mal, perde do América-MG e chega à terceira derrota consecutiva

 

O time carioca teve uma atuação apática e sofreu a sua terceira derrota consecutiva, neste domingo, ao perder por 1 a 0 para o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 15.ª rodada

Mesmo estando nas quartas de final da Copa Libertadores e da Copa do Brasil, o Fluminense continua patinando no Campeonato Brasileiro. O time carioca teve uma atuação apática e sofreu a sua terceira derrota consecutiva, neste domingo, ao perder por 1 a 0 para o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 15.ª rodada.

Antes deste tropeço, o Fluminense tinha perdido para Palmeiras e Grêmio, ambos por 1 a 0, e continua com 17 pontos, em 12.º lugar, com a atenuante de que tem um jogo a menos. O América-MG vinha de dois empates e quebrou jejum de cinco jogos sem vencer, mas segue na zona de rebaixamento com 14 pontos, em 17.º lugar.

O técnico Vagner Mancini armou o América-MG com três zagueiros, no esquema 3-4-3 e preocupado, inicialmente, em não sofrer gol. De outro lado, Roger Machado escalou força máxima no Fluminense, mantendo o esquema 4-3-3.

O primeiro tempo foi equilibrado, com leva vantagem do time carioca na posse de bola. O Fluminense até se apresentava ao ataque, principalmente pelos avanços dos seus laterais Samuel Xavier e Egídio, mas os seus dois meias Kayke e Lucca não se movimentavam para confundir a marcação americana. O único lance de perigo aconteceu aos sete minutos, quando Egídio chute de longe, o goleiro Matheus Cavichioli rebateu e quase Fred pegou o rebote na pequena área.

O América-MG se mantinha na defesa, saindo com lentidão ao ataque na esperança de que uma bola chegasse em boas condições de Ademir finalizar. Aconteceu aos 33 minutos, quando Ademir recebeu do lado direito e chutou forte e no alto. O goleiro Marcos Felipe desviou para escanteio com as pontas dos dedos.

O cenário não mudou no segundo tempo. O Fluminense não melhorou sua produção ofensiva, tanto que Nenê foi substituído por Cazares aos 18 minutos. Mas Nenê não gostou e saiu chutando uma placa de publicidade para descontar sua raiva.

O América-MG mantinha seu plano de jogar por uma bola. Ela apareceu aos 26 minutos. Patric fez o levantamento, Fabrício desviou de cabeça e a bola bateu no corpo de Manoel. A sobra ficou para Ademir, já dentro da área, que bateu de perna esquerda de primeira, abrindo o placar.

Como era esperado, o time mineiro recuou mesmo assumindo o risco de sofrer a pressão do Fluminense, que nesta altura já tinha trocado todos seus atacantes. E o América-MG poderia ter matado o jogo aos 37 minutos, quando Chrigor foi lançado em velocidade, entrou na área e finalizou. A bola bateu no rosto do goleiro Matheus Felipe, que evitou o gol.

O Fluminense continuou apático, não criou nenhuma chance real para empatar e poderia ter sofrido o segundo gol aos 47 minutos, quando Rodolfo invadiu a área pelo lado direito e, outra vez, Marcos Felipe apareceu para grande defesa.

Pela 16.ª rodada, o América-MG vai enfrentar a Chapecoense no próximo dia 16, uma segunda-feira, às 20 horas, em Santa Catarina. O Fluminense também atuará fora de casa, diante do Internacional, no domingo, às 20h30, no Beira-Rio. Mas antes disso, nesta quinta-feira, recebe o Barcelona-EQU, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1 x 0 FLUMINENSE

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Ramon (Juninho); Patric, Alê, Ademir e João Paulo (Marlon); Felipe Azevedo (Rodolfo), Chrigor (Zé Ricardo) e Fabrício (Marcelo Toscano). Técnico: Vagner Mancini.

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago Felipe (Ganso) e Nenê (Cazares); Kayke (John Kennedy), Fred (Abel Hernández) e Lucca (Matheus Martins). Técnico: Roger Machado.

GOL - Ademir, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Patric e Felipe Azevedo (América-MG); Martinelli e Lucca (Fluminense).

ÁRBITRO - Marielson Alves da Silva (BA).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Por Estadão Conteúdo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.