Sancel
29.1.21

Vereador paulistano Fernando Holiday anuncia saída do MBL

Reprodução / Facebook

 

"Estou saindo por razões pessoais, tenho projetos que quero desenvolver que nesse momento que não são prioridade para o momento, de proteção à vida e causas LGBT", disse Holiday à reportagem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das lideranças mais conhecidas do MBL, o vereador paulistano Fernando Holiday (Patriota) está deixando o movimento.

Embora Holiday e o grupo tenham se estranhado nos bastidores nos últimos dias por questões como a presidência da Câmara e o tom na defesa do impeachment de Jair Bolsonaro, a separação é definida pelas duas partes como "amistosa".

Oficialmente, as razões apontadas são a falta de prioridade dada pelo MBL a duas pautas que o vereador considera fundamentais: a oposição ao aborto e a defesa de causas LGBT ""Holiday é gay.

"Estou saindo por razões pessoais, tenho projetos que quero desenvolver que nesse momento que não são prioridade para o momento, de proteção à vida e causas LGBT", disse Holiday à reportagem.

Segundo ele, é uma espécie de divórcio consensual. "A gente não vai ter intriga, nem pública nem nos bastidores", afirma.
Em nota divulgada nesta quinta (28), o MBL diz que houve uma "bifurcação" entre o movimento e o vereador.

"Fernando Holiday escolheu seguir um caminho próprio. O movimento sempre teve atuação em um amplo número de pautas, mas com energia focada em alguns eixos. Para o nosso projeto futuro estes eixos estão especialmente ligados à política nacional e ao estado de São Paulo", afirma.

Segundo o MBL, Holiday é "sensível às pautas LGBT e à luta antiabortista e quer se dedicar com um afinco mais especial a esses dois fronts".

"Nos despedimos dele confiantes do projeto MBL para 2021, mas igualmente confiantes na carreira que Fernando irá trilhar. Mesmo fora do movimento, esperamos sempre contar com sua firme presença na Câmara e onde estiver, ele que é, acima de tudo, um amigo", diz a nota.

A saída já havia sido mencionada pelo deputado estadual Arthur do Val (Patriota), também ligado ao grupo, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo nesta quinta.

As duas partes não pretendem tratar nesse momento de outro motivo para o distanciamento entre Holiday e o movimento que o projetou: a sucessão para a presidência da Câmara.

Holiday ficou incomodado com a troca de farpas entre Renan Santos, coordenador nacional do movimento, e o deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS), candidato à sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Santos, defensor do impeachment de Jair Bolsonaro, criticou Van Hattem em razão de sua posição mais cautelosa quanto ao afastamento do presidente. Holiday, que apoia o deputado gaúcho, fez questão de demonstrar sua insatisfação pelo Twitter.

Esse caso, que levou a uma crise interna, foi superado, mas não evitou a saída do vereador, oficialmente em razão de visões diferentes sobre as prioridades do MBL.

Segundo Santos, a questão relacionada ao comando da Câmara não tem relação com o divórcio. "A saída do Holiday do movimento não tem nenhuma relação com a disputa pela presidência da Câmara ou o impeachment", afirma ele. "Essa separação já estava sendo discutida entre nós desde o ano passado", diz.

Holiday entrou no grupo em janeiro de 2015, dois meses após a fundação oficial do MBL, e rapidamente se tornou um dos porta-vozes do movimento e membro de sua coordenação nacional.

Com retórica afiada contra a esquerda e bom desempenho nas redes sociais e em vídeos no YouTube, chamou a atenção por defender pautas de direita, em especial a oposição às cotas raciais.

Elegeu-se vereador em 2016 e ganhou novo mandato no ano passado. Em 2022, pretende sair candidato a deputado federal, no que poderá dividir votos com Kim Kataguiri (DEM-SP), atual parlamentar, também ligado ao MBL. Mas essa questão, diz Holiday, não é central para o rompimento.

Nos últimos dias, houve contatos entre o vereador e membros do grupo que ele segue considerando amigos, mas não foi possível evitar o distanciamento.

Para Holiday, será melhor para as duas partes. "Minha saída vai ter um impacto inicial, mas por outro lado vai ser uma oportunidade de o MBL testar novas vozes, novas lideranças. Acho que vai ser mais arriscado para mim, já que me tornei conhecido por causa do grupo", afirma.

Holiday diz que não pretende se filiar a outro movimento.

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Vereador paulistano Fernando Holiday anuncia saída do MBL Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco