Sancel
19.10.20

Bragantino bate Sport, mas segue na zona de rebaixamento


 SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Red Bull Bragantino venceu o Sport por 2 a 0 na noite deste domingo (18), no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, colocando fim a um jejum de cinco partidas sem triunfos.

Os gols dos donos da casa foram marcados por Ricardo Ryller, que acertou um belo chute de fora da área aos cinco minutos do 2º tempo, e Claudinho, que esbanjou habilidade para ampliar o placar 11 minutos depois.

Com o resultado, a equipe de Bragança Paulista foi a 16 pontos, mas segue na 19ª colocação, na zona de rebaixamento do campeonato nacional. Já o Sport estacionou nos 20 e ocupa a 11ª colocação.

O Bragantino volta a campo no sábado (24), às 17h (de Brasília), para enfrentar o Goiás, novamente em Bragança Paulista. Por sua vez, o Sport viaja a Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG, também no sábado, pela 18ª rodada do Brasileirão.

O MELHOR: CLAUDINHO
Não é novidade para ninguém que Claudinho e Artur são os dois principais pilares ofensivos do Red Bull Bragantino. Neste domingo, porém, o camisa 10 voltou a apresentar o nível que o consagrou na Série B do ano passado e, além de participar de boa parte das ações ofensivas dos donos da casa, foi fundamental na construção do placar ao marcar o segundo gol.

QUEM FOI MAL: THIAGO NEVES
Apesar de todo o time do Sport, sem exceção, ter atuado abaixo do nível esperado, o experiente meio-campista foi praticamente nulo em campo. Como cabe a ele centralizar a criação de jogadas do time de Jair Ventura, que mal ofereceu perigo, o camisa 30 mereceu o título de pior em campo nessa noite.

PRIMEIROS MINUTOS
Já no primeiro minuto de partida, o Bragantino chegou com perigo na área do Sport, com uma bola cruzada rasteira cruzada por Claudinho para Aderlan. Nos minutos seguintes, as posturas das duas equipes ficaram claras: enquanto os donos da casa apostavam nas intensas trocas de passes, o time pernambucano, lançou mão de uma estratégia defensiva conservadora, apostando na diminuição das opções de passes do Bragantino no último terço de campo, apesar da contrapartida de facilitar a chegada do adversário.

LADO DIREITO DO ATAQUE DO BRAGANTINO
Ainda que o nível do primeiro tempo tenha sido baixo, foi o Bragantino quem criou mais oportunidades de gol, ainda que poucas delas tenham sido claras. O fator comum de todas elas é que quase todas passaram pelos pés de Artur, pelo lado direito do ataque. Na mais perigosa delas, o camisa 7 bateu no gol, a bola desviou em Adryelson e o goleiro Luan Polli apenas observou a bola caprichosamente tocar o alto da rede pelo lado de fora.

O JOGO DO BRAGANTINO
Se as infiltrações se repetiram, mas foram pouco efetivas, o Red Bull Bragantino furou o projeto de ferrolho montado por Jair Ventura com um belo chute de fora da área. A partir disso, o domínio do Bragantino, que já era evidente, tornou-se ainda mais claro. Mesmo com a necessidade do adversário de tentar uma reação, o time de Maurício Barbieri não apenas ampliou o placar, como não foi ameaçado. Se o nível demonstrado hoje for repetido com mais frequência, o Braga tem potencial para deixar a zona de rebaixamento.

ATUAÇÃO DO SPORT
A estratégia de jogo pensada pelo Sport claramente não funcionou. Além de atrair o adversário para seu campo de jogo, o time pernambucano demonstrou pouquíssima capacidade de reação, praticamente não oferecendo nenhum perigo ao goleiro Cleiton durante toda a partida. Para efeito de comparação, o adversário finalizou 16 vezes, contra seis do Leão. O 3 a 0 esteve mais perto de se tornar realidade que o 2 a 1.

BRAGANTINO
Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger, Weverson (Edimar); Ricardo Ryller (Uillian Correia), Raul, Claudinho (Luis Phelipe); Artur (Cuello), Ytalo (Hurtado), Bruno Tubarão. T.: Maurício Barbieri

SPORT
Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson, Luciano Juba; Marcão Silva (Ronaldo Henrique), Ricardinho (Mikael), Lucas Mugni, Thiago Neves (Jonatan Gomez), Marquinhos (Rogério), Leandro Barcia (Júnior Tavares). T.: Jair Ventura

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Cartões amarelos: Aderlan e Hurtado (B); Iago Maidana e Marcão Silva (S)
Gols: Ricardo Ryller, aos 4min, e Claudinho, aos 15min do segundo tempo

Por  Folhapress

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Bragantino bate Sport, mas segue na zona de rebaixamento Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco