Sancel
27.10.20

Após sete anos de espera, mãe de jovem assassinado por motivação política, em Queimadas, comemora condenação de executores: 'foi uma vitória'

 O julgamento durou quase 12 horas e a senteça saiu por volta das 21h. Mãe ainda aguarda julgamento de mandantes do crime.

Após sete anos de espera, duas pessoas apontadas como executores da morte de Sebastian Ribeiro Coutinho, 20 anos, no município de Queimadas, no Agreste paraibano, foram condenadas pela Justiça há 20 anos de prisão. Para a mãe da vítima, Maria Edilene de Oliveira Ribeiro Coutinho, a primeira etapa foi vencida. "Foi uma sensação de vitória, de justiça feita", afirmou, em entrevista ao ClickPB. O julgamento aconteceu nessa segunda-feira (26), no 2º Tribunal do Júri, em Campina Grande, e durou onze horas.

De acordo com Edilene Ribeiro Coutinho, a morte do filho foi uma queima de arquivo e encomendada por R$ 20 mil, sendo R$ 10 mil para cada um dos executores. "Ele trabalhou para um grupo político e ele era cabo eleitoral. No período que ele passou nesse partido, presenciou muita coisa, principalmente as explosões a bancos, que estavam muito em alta naquela época. Ele presenciou divisões de dinheiro de banco, presenciou tráfico de armas e de drogas do grupo político, da organização criminosa", revelou. 

Segundo a mãe da vítima, o filho desistiu desse partido ao saber da ligação do grupo político com diversos crimes na cidade. "Tanto que agora os pistoleiros foram julgados e agora vai se abrir um inquérito para investigar os mandantes", revelou ao ClickPB. Com a condenação dos executores, Edilene Ribeiro Coutinho comemorou. "Foi sensação de vitória, de justiça feita. De justiça de Deus, primeiramente, e também dos homens aqui na terra", ressaltou. 

Como ocorreu o crime

A mãe da vítima narrou que o filho sempre saia para comprar lanche no período da noite. Nesse dia foi com um amigo, que acabou também sofrendo uma tentativa de homicídio. "Ele foi comprar nesse dia na barraca da Dali. Eles estavam lançando para depois trazer o lanche da gente. Quando eles chegaram, covardemente pelas costas e fizeram isso", comentou. 

Julgamento

O julgamento começou às 10h e só foi concluído por volta das 21h, com a sentença dos réus. José Ailton Soares Gomes e Jamerson Sousa Silva receberam a sentença de 20 anos e 19 anos de prisão, respectivamente. Além do julgamento dos executores, a Justiça determinou a investigação dos possíveis mandantes do crime, a partir dos nomes citados no julgamento. O Grupo Mães na Dor, que auxilia mães que tiveram os filhos mortos pela violência, acompanhou de fora o julgamento e fizeram o seu protesto com cartazes.

Por ClickPB

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Após sete anos de espera, mãe de jovem assassinado por motivação política, em Queimadas, comemora condenação de executores: 'foi uma vitória' Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco