Sancel
19.5.20

João Azevêdo diz que trabalhadores da construção civil estavam em risco e justifica necessidade de parar atividades do setor por dez dias

João Azevêdo contou que em alguns canteiros de obras não foi encontrado álcool em gel, nem pia para lavagem das mãos.

Canteiros de obras não estavam adequados (foto ilustrativa) (Foto: Walla Santos/ClickPB)
O governador da Paraíba, João Azevêdo, explicou, em vídeo publicado no Twitter, a necessidade de paralisar as atividades da construção civil a partir desta quarta-feira (20) até o dia 31 de maio, conforme consta em decreto publicado por ele. Segundo o governador, os trabalhadores não tinham condições seguras para trabalhar e corriam risco de contaminar as famílias nas cidades de origem deles, já que muitos são do interior do estado.
Veja o vídeo clicando aqui.
João Azevêdo contou que em alguns canteiros de obras não foi encontrado álcool em gel, nem pia para lavagem das mãos. Alguns tinham bebedouros coletivos e a fiscalização encontrou dormitórios que aglomeravam seis trabalhadores e não tinham nenhuma saída de ar natural.
Ele pediu a paciência e compreensão dos empresários do setor, já que entre os dias 20 e 31 há apenas sete dias úteis.

Por ClickPB

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: João Azevêdo diz que trabalhadores da construção civil estavam em risco e justifica necessidade de parar atividades do setor por dez dias Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco