Sancel
25.3.20

João Azevêdo e outros governadores do Nordeste dizem que ficaram frustrados com pronunciamento agressivo de Bolsonaro

A carta foi publicada após a repercussão do pronunciamento de Jair Bolsonaro que desestimulou, nessa terça (24), o período de recolhimento e pediu reabertura de escolas e comércio.

Na carta, João Azevêdo e demais governadores declaram: "Agressões e brigas não salvarão o país." (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)
O governador João Azevêdo e os demais governadores do Nordeste divulgaram uma carta em que declaram manter as medidas de isolamento e restrições de funcionamento de estabelecimentos durante a pandemia do coronavírus. Os gestores também declararam na carta: "Ficamos frustrados com o posicionamento agressivo da Presidência da República, que deveria exercer o seu papel de liderança e coalização em nome do Brasil."
A carta foi publicada após a repercussão do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro que desestimulou, na noite dessa terça-feira (24), o período de recolhimento social e pediu reabertura de escolas e comércio. Isso contraria as próprias declarações do presidente e as recomendações do Ministério da Saúde de seu governo.
Na carta, João Azevêdo e demais governadores declaram: "Agressões e brigas não salvarão o país." E pedem ações urgentes para os trabalhadores informais e autônomos, além de pedir uma coordenação e cooperação para proteger os empregos e a sobrevivência dos mais pobres.
Veja a nota na íntegra

Por ClickPB

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: João Azevêdo e outros governadores do Nordeste dizem que ficaram frustrados com pronunciamento agressivo de Bolsonaro Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco