Sancel
7.1.20

Salão de Artesanato chega à praia e apresenta obras em metal que devem gerar R$ 1,3 milhão em negócios

O tema desta edição é 'Metal que Vira Arte'. O evento será realizado de 10 de janeiro a 2 de fevereiro, na Avenida Cabo Branco, na orla de João Pessoa.

O governador João Azevêdo, a primeira-dama Ana Maria Lins, e a vice-governadora Lígia Feliciano visitaram o local e interagiram com obras e profissionais. (Foto: Secom-PB)
Com 3.081 metros quadrados, sete pontos gastronômicos, 300 expositores representando 3.800 artesãos de 46 municípios paraibanos, o 31º Salão de Artesanato foi aberto em João Pessoa nesta terça-feira (7). O governador João Azevêdo, a primeira-dama Ana Maria Lins, e a vice-governadora Lígia Feliciano visitaram o local e interagiram com obras e profissionais.
O tema desta edição é 'Metal que Vira Arte'. O evento será realizado de 10 de janeiro a 2 de fevereiro, na Avenida Cabo Branco, na orla de João Pessoa. Essa é uma reivindicação antiga dos artesãos, que irão aproveitar a alta estação e o grande fluxo de turistas para ampliar os negócios.
A estimativa é de que o evento receba um público de mais de 100 mil pessoas e gere um volume de negócios em torno de R$ 1,3 milhão.
O governador João Azevêdo destacou a necessidade do olhar para o artesanato. "Nós queremos que o artesanato seja visto com um olhar econômico que merece, pois é uma cadeia produtiva enorme, que envolve milhares de pessoas que produzem e precisam de um olhar diferenciado, gerando emprego e renda."
O secretário do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Gustavo Feliciano, ressaltou a importância do Salão na área da praia. "O Salão está instalado no foco principal dos nossos turistas, assegurando um maior fluxo de pessoas, que, além de comprar, divulgam o nosso artesanato dentro e fora do Brasil. A procura dos artesãos para participar do evento deste ano praticamente dobrou e esperamos que o sucesso seja dobrado também."
O evento tem como parceiros o Sebrae, Procon, a Jucep, Empreender PB, Cagepa, Detran, Uniesp e EPC (Empresa Paraibana de Comunicação).
Preservação ambiental e ação social
Assim como ocorreu no 30º Salão de Artesanato, em Campina Grande, o evento promovido em João Pessoa não utilizará sacolas e canudos plásticos para estimular a conscientização das pessoas sobre a preservação ambiental. A entrada será franca e fica facultada a doação de alimentos não-perecíveis que serão destinados a entidades da Grande João Pessoa.
Homenagens
O Salão também homenageia 12 artesãos, sendo 10 de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar. Entre os homenageados estão o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana, que trabalha com a fabricação artesanal de diversos tipos de facas; e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel.
“Eu trabalho com artesanato há 13 anos, me apaixonei pelo trabalho em metal, tenho várias obras em prédios de João Pessoa e encaro essa homenagem como um grande reconhecimento que não se compara a outras que já tive em nível internacional por ser lembrado em minha terra e isso me honra muito, pois sei que o Salão é um evento de prestígio na Paraíba e no Brasil”, agradeceu o artesão Wilson Figueiredo.

Por ClickPB

  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Salão de Artesanato chega à praia e apresenta obras em metal que devem gerar R$ 1,3 milhão em negócios Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco