Sancel
8.5.19

Por que beber álcool eleva o risco de ser picado por mosquito?

iStock
Quem nunca fez uma viagem para o interior ou para a praia e descobriu que, além da população humana, o local abrigava um número considerável de mosquitosextremamente incômodos? Ter esses insetos voando ao redor, prontos para dar uma picada, não é nada agradável; e espantá-los para longe não é tarefa fácil. Mas saiba que alguns fatores podem contribuir para que uma pessoa seja mais “atrativa” para os mosquitos, incluindo a ingestão de bebida alcoólica. Por quê? De acordo com estudo, o etanol presente no álcool – e que é expelido através do suor – pode ser um tipo de aviso para os mosquitos sobre a proximidade de uma refeição.
“Se você estiver com fome e andando por aí, provavelmente vai caminhar na direção à comida: aquele cheiro forte de cachorro-quente, por exemplo. Você pode até não comer o cachorro-quente, mas sabe que tem comida ali”, explicou Tanya Dapkey, da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, à BBC FuturePesquisa anterior já havia indicado que beber uma garrafa de cerveja torna as pessoas mais propensas a serem picadas por esses insetos.
Cientistas ainda explicam que os mosquitos picam o ser humano devido a duas substâncias químicas que exalamos ao respirar: dióxido de carbono (CO2) e octanol – que é um álcool secundário criado a partir da quebra do ácido linoleico (também chamado de “álcool de cogumelo”).
Apesar disso, outros fatores podem contribuir para esses resultados. Estudo publicado no Journal of Medical Entomology apontou que o tipo sanguíneo pode tornar um indivíduo mais suscetível à picada de mosquitos. Por exemplo, aqueles com sangue tipo Oapresentam probabilidade duas vezes maior de ser picado do que quem tem sangue tipo A. Os mosquitos ainda podem ser atraídos pela temperatura corporal alta, gravidez (acredita-se que esteja relacionado ao aumento da temperatura do corpo) e massa corporal 

Preferências

Segundo pesquisadores, outras formas de álcool encontradas na natureza também podem atrair os mosquitos. As frutas podres, por exemplo, produzem frutose (açúcar das frutas) que se transforma em álcool. Esses insetos também podem se alimentar do néctar produzido por flores – esse néctar também pode se transformar em pequenas quantidades de álcool. Portanto, o álcool – seja ele produzido pela natureza ou pelo ser humano – pode influenciar as predileções dos mosquitos.
Aliás, esses insetos podem considerar diversas preferências da espécie na hora de escolher um alvo. Algumas famílias podem, por exemplo, preferir picar pernas e pés, enquanto outras se sentem mais atraídas por rosto e pescoço – justamente por estarem mais concentrados nas emissões das substâncias envolvidas na respiração, como CO2.
Apesar disso, os cientistas acreditam que, embora tenham preferência por álcool, os mosquitos são mais atraídos pela constituição genética dos indivíduos, como o tipo sanguíneo. Assim, não é necessário excluir as bebidas alcoólicas em viagens e passeios onde esses insetos são encontrados em grandes quantidades. Também vale utilizar repelente para mantê-los longe.

Mosquito fica bêbado?

Estudiosos dos hábitos dos mosquitos já perceberam sua preferência pelo álcool. E então surge a curiosidade: esses insetos são capazes de ficar bêbados quando sugam o sangue de um humano embriagado?
“Suspeito que a resposta seja não, porque o nível de álcool no sangue é muito baixo [para embriagá-lo]”, disse Tanya. Segundo artigo publicado na revista científica Popular Science, dependendo da quantidade de álcool ingerido por um indivíduo, o nível da substância no sangue pode ficar em 0,2% (12 copos). Quando o mosquito suga o sangue dessa pessoa, ele ingere quantidades pequenas e, portanto, o álcool acaba diluído a 1/25 de sua composição original. Ou seja, os efeitos seriam insignificantes.
Para entomologistas, a evolução também influencia neste resultado. Ao ingerir o sangue, o organismo dos mosquitos fazem um tipo de separação de substâncias: líquidos que não sejam sangue são enviados para uma bolsa digestiva diferente. Lá eles são quebrados por enzimas. No caso do álcool, ele é neutralizado antes de atingir o sistema nervoso do mosquito. “Muitos dos insetos adultos têm uma espécie de papo [dilatação no esôfago] que armazena todos esses líquidos que eles sugam. Posteriormente, essas substâncias são liberadas gradualmente. Enzimas quebram tudo que é prejudicial – como álcool e bactérias”, explicou Erica McAlister, curadora de insetos do Museu de História Natural de Londres, na Inglaterra, à BBC Future.


Apesar disso, outros insetos podem ser influenciados pelo efeito do álcool de fontes naturais, como as moscas-das-frutas. De acordo com Erica, essas moscas são atraídas por frutas podres repletas de álcool. “Elas se embriagam, mas têm uma tolerância muito alta. Em doses menores, elas ficam muito hiperativas – e galanteadoras. Em doses maiores, elas podem até mesmo desmaiar”, contou.

Redação
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Por que beber álcool eleva o risco de ser picado por mosquito? Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco