Sancel
5.3.19

TCE aponta pagamento irregular de subsídios a Berg Lima que soma R$ 243.091,20

Berg Lima recebeu R$ 243.091,20 sem trabalhar, aponta relatório do órgão.

Durante o ano de 2018 três gestores exerceram a função de Prefeito Municipal em Bayeux: Luiz Antônio de Miranda Alvino, Mauri Batista da Silva e Berg Lima. (Foto: arquivo)
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou em um relatório de acompanhamento da gestão, que o prefeito de Bayeux, Berg Lima, mesmo afastado da função, chegou a receber o valor de R$ 243.091,20, sem trabalhar. O alerta do TCE considerou indevido o pagamento de subsídio ao Prefeito afastado, salvo se a decisão que o afastou tenha determinado a manutenção de seu pagamento, o que não aconteceu.
O gestor estava afastado das funções desde o mês de julho de 2017, retornando ao cargo em 19/12/2018. 
Durante o período que ficou impedido de exercer suas funções, por ordem da Justiça, ele estaria impedido de receber, mas continuou aceitando os salários. A situação foi alertada pelo órgão e considerada como 'incomum', em sessão realizada no dia 13 de junho de 2018.
“Portanto, registra-se o pagamento irregular de subsídios ao Prefeito afastado Gutemberg Davi Lima no valor total de R$ 243.091,20, já considerando os dias trabalhados em dezembro de 2018”, revela relatório do TCE sobre a prestação de contas em 2018.
Durante o ano de 2018 três gestores exerceram a função de Prefeito Municipal em Bayeux: Luiz Antônio de Miranda Alvino, Mauri Batista da Silva e Berg Lima.
Fonte: ClickPB
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: TCE aponta pagamento irregular de subsídios a Berg Lima que soma R$ 243.091,20 Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco