Sancel
4.3.19

Criado há 10 anos: ação social em Mandacaru já formou jogadores para clubes profissionais

Um projeto social está sendo desenvolvido com crianças e adolescentes carentes no Bairro de Mandacaru. Criado há 10 anos, esta semana houve a distribuição de kits de higiene, composto de creme dental, escova e sabonete que foram entregues pelos idealizados do projeto, Severino Maia e Jean Carlos da Silva e por colaboradores, entre eles Manoel Demócrito, Francisco Di Lorenzo Serpa, Suênia, diretora do CSU-Centro Social Urbano de Mandacaru.

Severino Maia, um dos idealizadores, disse que o projeto tem a finalidade de ajudar a formar os futuros cidadãos em Mandacaru, no entanto, com o passar dos anos foram incorporados crianças e adolescentes de outras comunidades e hoje participam moradores do Roger, Padre Zé, São José, Ipês, Salinas Ribamar, Porto de João Tota; Alto do Céu e Treze de Maio.

“Nosso objetivo é estender esse trabalho pra formar mais cidadãos”, enfatizou o ex-treinador do Auto Esporte. A escolinha de futebol do projeto social de Maia e Jean Carlos já conta com cerca de 140 crianças e adolescentes de Mandacaru e outras comunidades.

Os participantes não pagam mensalidades, apenas aqueles que tiveram uma melhor condição pagam uma taxa de inscrição. “A única exigência é que estejam estudando e apresentar o exame cardiológico”, explica Maia.

Sem qualquer tipo de ajuda oficial, o projeto social de Maia e Jean conta com apoio de voluntários, entre eles, como revela Jean, de empresários, de anônimos e cita Manoel Demócrito, Di Lorenzo Serpa, São Paulo Crystal, Magicar, Escrete de Ouro e ainda importante participação de Luiz, Patrício, Felipe, Val e Iba. Os dois idealizadores do projeto fizeram questão de citar Suênia.

Com a finalidade de ajudar na formação de cidadãos, o projeto já teve a honra de formar Rafael, que já assinou como jogador profissional do Botafogo da Paraíba, Luiz Gustavo, que tem 17 e joga pelo CSP de João Pessoa e também Edilson, de apenas 16 anos, que está há três anos na base do Sport Clube do Recife.

“ Cada garoto surgindo com qualidade encaminhasse para um clube e isso nos enaltece”, esclarece Maia. Outros atletas formados na escolinha também já conseguiram lugar de destaque, o atacante Kiko que saiu para o ABC de Natal e já foi campeão sub-20 pela equipe do Rio Grande do Norte e Henrique, que aos 18 anos foi para o Santa Cruz, do Recife.

Os dois idealizadores do projeto, Maia e Jean são moradores, desde garotos, do Bairro de Mandacaru e conhecem a realidade das crianças e adolescentes, principalmente naquelas localidades mais carentes. Ambos apostam na força do esporte para transformar meninos e meninas evitando que muitos deles desviem para a marginalidade e o vício. Os dois já tiveram experiência no futebol, pois já jogaram em vários clubes do País e até no exterior, como é o caso de Maia.

PB Agora
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Criado há 10 anos: ação social em Mandacaru já formou jogadores para clubes profissionais Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco