Sancel
13.11.18

Morre Valdeci Alexandre, poeta e policial militar de Guarabira, aos 51 anos

Faleceu na manhã desta terça-feira (13/11), no Hospital Regional de Guarabira (PB), o 2º sargento da Polícia Militar da Paraíba e poeta, Valdeci Alexandre (51 anos). Sua luta começou ainda este ano, logo após o carnaval. Curtindo o feriado com a família, Valdeci passou a se queixar que uma obturação havia caído e o dente não parava de doer, tendo iniciado o uso de anti-inflamatórios. Após os festejos carnavalescos regressou ao trabalho, mas não resistiu as dores e um inchaço no queixo. Foi levado ao Hospital Regional de Guarabira algumas vezes, onde era medicado e liberado. O poeta foi convencido pela esposa Gorete a buscar tratamento em João Pessoa. Com auxílio do 4º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Guarabira, Valdeci deu entrada no Edson Ramalho sendo identificada a presença de uma forte bactéria. Em seguida, foi levado para o Trauminha onde realizou outros precedimentos. Na sequência, o militar teve uma parada respiratória seguida de um AVC – Acidente Vascular Cerebral. Dada a complicação do quadro foi encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, tendo passado seis meses internado. Há pouco mais de um mês, recebeu alta e continuava o tratamento em casa. Nesta segunda-feira (12/11), ele apresentou uma infecção urinária e foi levado ao Hospital Regional. Internado, passou a noite sendo medicado, tendo falecido nas primeiras horas desta terça.
Como soldado, cabo e 2º sargento, Valdeci construiu amigos na corporação
O velório acontece em sua residência na Rua Joca Carteiro nº 08 e, o seu sepultamento, se dará nesta quarta-feira (14/11), às 10h, no Cemitério Bom Jesus em Guarabira.
Amante da poesia popular, Valdeci realizava cantorias na região e mantinha programas de rádio sobre o tema, tendo passado pela Rádio Constelação 92.1 FM e Comunidade Geral 104.9 FM, ambas de Guarabira.
Recentemente nas redes sociais ele publicou os seguintes versos:
Eu canto quando estou triste
Canto quando estou feliz
Canto quando não consigo
Qualquer coisa que eu quis
Canto as vezes quando sofro
Pelas besteiras que fiz
Uns cantam desabafando
Desilusões dos amores
Outros cantam nas tristezas
Sufocados pelas dores
E outros cantam para Deus
Lhe oferecendo louvores
As vezes canto meus males
Mas do que me adianta
Se eu não cantar meus males 
Me diga quem é que canta
Se o próprio ditado diz
Quem canta os males espanta
Também pelas redes sociais, a esposa Gorete publicou: “A morte deixou a dor e nada pode curar, morre hoje parte de mim, foram meses de luta e persistência pela sua vida! Você se foi, meu amor, e eu sei que não voltarei a encontrar seu corpo no meu. Vou sentir sua falta todos os dias e em qualquer instante, amor. Lutamos juntos, e gostaria de ter mais um minuto com você para sentir seu abraço e poder beijar seu rosto nem que fosse pela última vez. Faria tudo, meu bem, para escutar sua voz novamente e sentir uma vez mais felicidade no meu coração.E juro que nosso amor vai resistir à saudade, à distância; à morte. Descanse em paz, meu bem. Até um dia! Por onde for serei seu par. Adeus”
Rafael San – ManchetePB
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Morre Valdeci Alexandre, poeta e policial militar de Guarabira, aos 51 anos Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco