Sancel
12.8.18

Para não pagar dívida de bar, motorista de transporte alternativo simula o próprio sequestro

O fato ocorreu em São Paulo. O veículo ainda foi procurado pela PM, mas estava de posse da dona do estabelecimento como forma de garantia do pagamento da dívida.

Após receberem uma denúncia através do 190, policiais militares do estado de São Paulo, começaram a buscar por uma suposta vítima amarrada em uma área de matagal. Após as buscas, eles encontraram um motorista de aplicativo, de 36 anos, amarrado, em Praia Grande, no litoral paulistano.
O motorista disse que teria sido vítima de um sequestro e que os bandidos teriam levado alguns pertences, além do seu veículo, o colocaram no porta-malas, e o abandonaram naquele local. Mas ao descobrir que o carro era rastreado via satélite, os PM's conseguiram desvendar todo o mistério e e acabar com a farsa.
Com acesso a localização do carro, os policiais foram até o ponto exato onde se encontrava o veículo, que estava estacionado em uma casa, sem nenhum dano. A dona do imóvel, uma comerciante, informou que, na noite anterior, o próprio motorista havia deixado o veículo com ela para quitar um empréstimo de R$ 2 mil. Ela disse ainda que ele teria ficado embriagado e utilizado drogas.
Com a nova versão do fato, a suposta vítima admitiu ter feito uma falsa comunicação de crime. Outras testemunhas encontradas pela polícia disseram que foram informadas de que ele recebeu ajuda de uma outra pessoa para simular ter sido amarrado na mata. Sem esclarecer o real motivo de ter acionado a polícia, o motorista foi autuado na Polícia Civil por falsa comunicação de crime, e acabou liberado após assinar um termo circunstanciado. O caso é alvo de investigação.

T5
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook
Item Reviewed: Para não pagar dívida de bar, motorista de transporte alternativo simula o próprio sequestro Rating: 5 Reviewed By: Informativo em Foco